quinta-feira, abril 10, 2014

Em Torres Vedras


Na apresentação do livro "Rédeas Soltas" de Orada Chambel em Torres Vedras

terça-feira, fevereiro 25, 2014

segunda-feira, fevereiro 17, 2014

O Mundo da Lua

Título: O Mundo da Lua
Autor: Vários
Coleção: Lua Cheia
Género: Prosa e Poesia
Ano: Fevereiro 2014
P.V.P.: 15,00 €
Excerto:
 

quinta-feira, fevereiro 06, 2014

O Dia dos Namorados está a chegar!

 
 
A Editora LUA DE MARFIM e a Autora Olívia Santos convidam para o lançamento do livro «TUdo» que terá lugar no dia 15 de fevereiro pelas 17H00 no Hotel Real Palácio, (Galeria Prova de Artista) na Rua Tomás Ribeiro, 115 em Lisboa.
Apresentação pela poetisa Graça Pires.
Contamos com a sua presença.
 

 
Autora: Olívia Santos
Coleção: Luar de Poesia
Género: Prosa e Poesia
Ano: Fevereiro 2014
ISBN: 978-989-8524-98-0
Formato: 14,5 x 20,5 cm
Páginas: 104
P.V.P.: 10,00 €
 
Excerto:
Existe uma dualidade de elementos
na ponta dos teus dedos
 
fogo e água
 
existe uma dualidade
de arrepios
na minha pele
frio e sede
 
Biografia:
 
OLÍVIA SANTOS – Nascida a 18 de Junho de 1962, natural de Montemor-o-Novo, residente em S. Domingos de Rana, Cascais; É Jurista, Licenciada em Solicitadoria.
Autora do livro «Nos teus olhos a janela do tempo» com a chancela da Lua de Marfim
Editora em 2013 (Prémio pela Editora de:  Distinção 2013 – (Diferença) e no mesmo ano é participante com 5 poemas na V Antologia dos Poetas Lusófonos.
Vence, neste ano de estreia literária, o XVIII Concurso de Poesia da APPACDM de Setúbal.
«TUDO» é o seu segundo livro.
 
 

terça-feira, janeiro 14, 2014

3.º Aniversário da LUA DE MARFIM

 
A equipa da LUA DE MARFIM Editora convida-vos a estarem presentes na grande festa do seu 3.º Aniversário que terá lugar no dia 1 de fevereiro pelas 15H00 no Auditório do Campo Grande, 56, em Lisboa, onde, entre outras surpresas, será o lançamento do da antologia «No Mundo da Lua» em que participam vários autores.
Momentos musicais com: XXL Blues
Uma tarde de festa que contamos consigo.
Apareça! Venha divertir-se!

 

terça-feira, janeiro 07, 2014

Para todos o meu sempre OBRIGADO

Tenho uma coisa para dizer-vos! Tenho uma sensação para partilhar! Uma realidade que quero que saibam! Um gesto sempre pronto a fazer! Uma palavra para todos: OBRIGADO
 

sexta-feira, janeiro 03, 2014

Um Fantástico ANO NOVO de 2014


                               Uma nova parceria abre o ano laboral!

quarta-feira, dezembro 25, 2013

COACH IT

Métodos de desenvolvimento pessoal, com recurso a ferramentas motivacionais e de coaching, em diversas áreas como sejam: vida e afectos, profissional e negócios, saúde e desporto e escrita e comunicação.

Largo da Lagoa, nº 8, Sala B
2790-010 Linda-A-Velha,
Ou Email: coachitwithlove@gmail.com
Ou telefone: 964 806 026


 https://www.facebook.com/pages/COACH-IT/408726382583063

quinta-feira, dezembro 19, 2013

Feliz Natal



Feliz Natal para todos!
 
Com um abraço meu!

 

domingo, dezembro 15, 2013

Boas Festas e Campanha de Natal 2013

 
                                    A Lua de Marfim Editora deseja-lhe umas Boas Festas!
Promoção de Natal – de 15 de Dezembro de 2013 a 24 de Dezembro de 2013
A Lua de Marfim quer oferecer neste Natal uma prenda aos seus Leitores!
Na compra de:
 
2 livros – 20% de desconto
3 livros – 30% de desconto
4 ou + livros – 40% de desconto
Faça a sua encomenda através do nosso e-Mail:
 
 
 

sábado, dezembro 07, 2013

Vida

Há uma linguagem única que se chama Vida! Basta-lhe apenas que exista um recetor e um emissor. Uma linguagem fluída e constante que marca cada momento. Há vida nos sentidos da comunicação! Há, na existência, caminhos que nos marcam.
A Vida é o maior Dom! O maior caminho! A melhor linguagem! O melhor sentido!
A vida somos cada um de nós!

domingo, dezembro 01, 2013

Coaching a prenda certa deste Natal


Dezembro chegou! Neste Natal ofereça algo diferente! Marque a diferença com uma prenda especial! Aproveite esta campanha!

Acabámos de criar vouchers de ofertas de Natal com packs de 3, 6 ou 10 sessões que poderás oferecer a quem achares que precisa de avançar, de decidir, de vencer. Aproveita e faz a tua reserva.


 Largo da Lagoa, nº 8, Sala B
2790-010 Linda-A-Velha,
Ou Email: coachitwithlove@gmail.com
Ou telefone: 964 806 026


https://www.facebook.com/pages/COACH-IT/408726382583063

segunda-feira, novembro 18, 2013

Participa

Caros amigos e amigas

Aqui estamos mais uma vez, a desafiar-vos a participar na nossa próxima antologia cujo título será “O Mundo da Lua”. Do mais novo ao mais velho, com ou sem experiência, queremos contar contigo.
Escrevam um texto e enviem-nos para o e-mail antologias.luademarfim@gmail.com.

As regras são simples:

1. O título do texto tem, obrigatoriamente, de ser “O Mundo da Lua”. Não bast...a que o texto enviado seja sobre esse tema.
2. Não há idade mínima nem máxima para participação.
3. Os textos têm de ser inéditos e de autoria de quem participa.
4. Os textos podem ser em prosa ou poesia.
5. Os textos terão de ter menos de duas páginas A4 e deverão ser enviados em formato Word.
6. Cada autor poderá enviar a quantidade de textos que desejar mas se for selecionado apenas participará com um.
7. Não serão aceites participações enviadas depois de 30 de Novembro de 2013.
8. A escolha dos textos participantes cabe à Lua de Marfim Lda.
9. Cada participante deverá enviar, em conjunto com sua participação, uma breve biografia literária que não pode ultrapassar as três linhas e deverá conter, obrigatoriamente, a data de nascimento.
10. Os autores que pretendam participar sob pseudónimo devem dar essa indicação expressa, comprometendo-se a Lua de Marfim a respeitar o sigilo.
11. Os textos serão identificados, no livro, pelo nome ou pseudónimo do autor, podendo, o próprio, escolher qual o nome que pretende que conste (no máximo de 3).
12. O livro obedecerá ao novo acordo ortográfico e será revisto antes de editado.
13. O livro “O Mundo da Lua” será editado e apresentado em Fevereiro de 2013.
14. Não há lugar a qualquer pagamento, pelos autores, pela participação no livro.
15. Não haverá qualquer desconto no preço de venda do livro para os participantes.

Ficamos à espera das vossas participações e ficamos ao vosso dispor através do e-mail antologias.luademarfim@gmail.com caso tenham alguma dúvida adicional.

terça-feira, novembro 12, 2013

quarta-feira, novembro 06, 2013

Gosto de Sorrir

Gosto de sorrir!
Gosto de ver sorrir!
Gosto de gostar!
Gosto dos sorrisos do mundo!

quinta-feira, outubro 31, 2013

sexta-feira, outubro 25, 2013

Tomei a decisão certa!

Decidi fazer o que me faz feliz!



 
 

domingo, outubro 13, 2013

Quando a palavra gratidão nos abraça e acompanha.


Quando a palavra gratidão nos abraça e acompanha.




Ontem, no lançamento do meu mais recente livro “noites acabadas de chegar”, a felicidade esteve presente. A felicidade é um sorriso sempre presente na minha vida.
Ontem, vieram os amigos e estivemos todos juntos. Depois vieram as palavras que criaram uma forte nuvem de emoção e alegria. Os olhares, os sorrisos e os beijinhos e abraços brindaram à ...vida feliz que todos queremos ter. Que todos, por vezes, temos! O dia tornou-se especial. Hoje, mesmo que ainda não saibam, também vai ser um dia especial. E até eu, imaginem, também sinto que posso ser especial.

Mas, de tudo, há uma grande certeza em mim: sinto-me muito, muito grato!
A gratidão é mais que uma palavra que nos abraça e acompanha. É uma luz que entra pelos meus olhos e permanece até que os feche. É um olhar escondido que ninguém vê, ou um abraço sentido que dou a qualquer um. Ter amigos na minha vida é ter um grandioso caminho para continuar...
A gratidão, em mim, é a força que faz com que avance. A razão e a emoção abraçadas. A alegria e a aprendizagem a namorarem. A vontade e o momento num sorriso eterno a dizerem sim! Sim, eu quero! Sim, eu consigo!
Os meus verdadeiros amigos são a minha paz. O meu encanto e a minha vida.
Hoje, de dentro da emoção, agradeço-vos de coração a vossa presença naquele evento, agradeço-vos as mensagens e os desejos de terem este livro tão especial para mim. O meu melhor!
Digam-me tudo o que quiserem do evento, do livro ou da nossa cumplicidade, mas façam-no com um sorriso e com a maior consciência que aconteça o que acontecer, estarei sempre grato por existirem!
Gratidão é uma palavra que vos deixo estacionada no olhar!
Gratidão é um sentimento que fugiu do meu coração para abraçar-vos!
A gratidão é mais que uma palavra que nos abraça e acompanha. É uma luz que entra pelos meus olhos e permanece até que os feche. É um olhar escondido que ninguém vê, ou um abraço sentido que dou a qualquer um. Ter amigos na minha vida é ter um grandioso caminho para continuar...
A gratidão, em mim, é a força que faz com que avance. A razão e emoção abraçadas. A alegria e a aprendizagem a namorarem. A vontade e o momento num sorriso eterno a dizerem sim! Sim, eu quero! Sim, eu consigo!
Os meus verdadeiros amigos são a minha paz. O meu encanto e a minha vida.
Hoje, de dentro da emoção, agradeço-vos de coração a vossa presença naquele evento, agradeço-vos as mensagens e os desejos de terem este livro tão especial para mim. O meu melhor!
Digam-me tudo o que quiserem do evento, do livro ou da nossa cumplicidade, mas façam-no com um sorriso e com a maior consciência que aconteça o que acontecer, estarei sempre grato por existirem!
Gratidão é uma palavra que vos deixo estacionada no olhar!
Gratidão é um sentimento que fugiu do meu coração para abraçar-vos!

Hoje, de dentro da emoção, agradeço-vos de coração a vossa presença naquele evento, agradeço-vos as mensagens e os desejos de terem este livro tão especial para mim. O meu melhor!
Digam-me tudo o que quiserem do evento, do livro ou da nossa cumplicidade, mas façam-no com um sorriso e com a maior consciência que aconteça o que acontecer, estarei sempre grato por existirem!
Gratidão é uma palavra que vos deixo estacionada no olhar!
Gratidão é um sentimento que fugiu do meu coração para abraçar-vos!
Gratidão é um sentimento que fugiu do meu coração para abraçar-vos!
 

Gratidão é uma palavra que vos deixo estacionada no olhar!
Gratidão é um sentimento que fugiu do meu coração pa
                                                                     

                                                (Foto gentilmente cedida por: Paulo Nogueira)


Mas, de tudo, há uma grande certeza em mim: sinto-me muito, muito grato!
A gratidão é mais que uma palavra que nos abraça e acompanha. É uma luz que entra pelos meus olhos e permanece até que os feche. É um olhar escondido que ninguém vê, ou um abraço sentido que dou a qualquer um. Ter amigos na minha vida é ter um grandioso caminho para continuar...
A gratidão, em mim, é a força que faz com que avance. A razão e a emoção abraçadas. A alegria e a aprendizagem a namorarem. A vontade e o momento num sorriso eterno a dizerem sim! Sim, eu quero! Sim, eu consigo!
Os meus verdadeiros amigos são a minha paz. O meu encanto e a minha vida.
Hoje, de dentro da emoção, agradeço-vos de coração a vossa presença naquele evento, agradeço-vos as mensagens e os desejos de terem este livro tão especial para mim. O meu melhor!
Digam-me tudo o que quiserem do evento, do livro ou da nossa cumplicidade, mas façam-no com um sorriso e com a maior consciência que aconteça o que acontecer, estarei sempre grato por existirem!
Gratidão é uma palavra que vos deixo estacionada no olhar

quarta-feira, outubro 09, 2013

Cortesia do amigo Pedro Nobre

https://soundcloud.com/pedro-nobre-2/paulo-afonso-ramos-noites

Cortesia de Pedro Nobre, grande amigo e locutor na Rádio Quinta do Conde, onde ontem, em direto, leu este texto do meu mais recente livro "noites acabadas de chegar".

Um texto, tal como o livro, que dedico à memória do meu pai.

Grato Pedro Nobre, pela amizade e por todo o apoio que sempre me dás!

Abraço

sexta-feira, outubro 04, 2013

Lançamento do livro "noites acabadas de chegar" de Paulo Afonso Ramos


A Editora LUA DE MARFIM e o Autor Paulo Afonso Ramos convidam para o lançamento do livro «noites acabadas de chegar» que terá lugar no dia 12 de outubro pelas 18H15 no Hotel Real Palácio, na Rua Tomás Ribeiro, 115 em Lisboa.

Apresentação por Vera Sousa Silva. Leituras por João de Carvalho.

Contamos com a sua presença.

terça-feira, outubro 01, 2013

Novidade: "noites acabadas de chegar"


Título: noites acabadas de chegar
Autor: Paulo Afonso Ramos
Coleção: Lua Nova
Género: Prosa
Ano: Setembro 2013
P.V.P.: 6,50 €...

Excerto:

“Todos os dias são felizes porque tiveram como mãe
cada noite que abriu o horizonte de existir.”

Encomendas por email: luademarfimeditora@gmail.com 

quarta-feira, setembro 25, 2013

"Numa Folha, leve e livre" de António Ramos Rosa



"Numa Folha, leve e livre" de António Ramos Rosa 

 Foi o seu último livro publicado em vida em Abril de 2013.
P.V.P. de 5,00€

Pode pedir através do nosso email:
luademarfimeditora@gmail.com


domingo, setembro 22, 2013

As Nossas Gavetas

As gavetas podem ser de todas as cores. De madeira ou de qualquer outra matéria. Guardam coisas. Guardam o nosso tempo. A nossa memória. Hoje abri mais uma gaveta do meu corpo. Tirei os papeis. Espalhei-os pela vida. Li-os. Tinham uma letra tímida. Umas palavras carentes. Umas frases de desejo e esperança. Descobri que era uma gaveta da minha adolescência, do tempo dos sonhos de vida, dos ideais, do acreditar. Há gavetas no nosso corpo que têm a capacidade de surpreender-nos, de mostrar o que já todos fomos: pequeninos.
Esta gaveta mostrou-me mais, muito mais. Mostrou o que cresci dentro de mim. Mostrou-me o caminho honrado que já percorri. A força de erguer o sonho. A consciência de existir com dignidade. Há gavetas em nós que são molas impulsionadoras. Há gavetas de todas as cores. De todos os tempos. De todas as vivências. Hoje, com este maravilhoso sol, vou sorrir para a vida e guardar esse momento numa outra gaveta. Vou, depois, fechá-la. Um dia voltarei, por alguma razão, a abri-la e a sentir este perfume da vida, este sorriso abraçado ao sol e a consciência tranquila e feliz. Há gavetas que precisam de ser fechadas. Amanhã ou depois, voltaremos a elas. Hoje abri mais uma gaveta e sorri. Há sorrisos feitos gavetas e gavetas feitas corpo. Todos temos um corpo cheio de gavetas. Bem guardadas por cada momento que está por acontecer. Hoje, de qualquer cor ou matéria, abri a gaveta que precisava e gostei do que vi. Tenho nas mãos tantas gavetas por abrir. Tenho no corpo tantas gavetas por viver. Sou todas as cores, todas as memórias e o caminho feliz por percorrer.

terça-feira, setembro 17, 2013

O SPORTING É NOSSO!



Umas imagens andam a correr a internet com uma pequena criança que irrompe pelo relvado do Estádio do Algarve, para pedir a camisola de Vítor, jogador do Sporting Clube de Portugal. O médio leonino que se estreou nesse encontro frente à equipa do Olhanense, tentou explicar ao rapaz que queria ficar com a camisola da estreia nos verde e brancos, Maurício sensibilizado com as lágrimas do jovem leão retirou a sua camisola e acabou por lha entregar.

O que aconteceu a seguir é o que o futebol deveria significar para todos os adeptos! - IN https://www.facebook.com/omercadodetransferencias?hc_location=stream

sexta-feira, setembro 06, 2013

Cristiano Ronaldo

Irlanda do Norte 2 - 4 Portugal

Cristiano Ronaldo marca 3 golos e ultrapassa Eusébio!

E ainda faz das suas... Uma delícia de futebol ;)

http://www.youtube.com/watch?v=x2GybJ7ZWuQ&feature=share

domingo, setembro 01, 2013

sábado, agosto 31, 2013

Nunca te disse adeus.


Nunca te disse adeus. Nunca te disse tantas coisas. Adeus Agosto. E tantas coisas aconteceram que marcaram a nossa vida. Adeus. Sinto saudades de tantas coisas que ficaram por dizer. De tantas coisas que ficaram por fazer. Tantos olhares por trocar e no silêncio das palavras esse amor incondicional que nunca morreu. Em nós nunca nada morreu. Nem poderá morrer. Nunca te disse que a viagem estava prestes a iniciar-se ou que a vida sem ti é dura. Nunca te disse que o meu sorriso era a felicidade de te ter. Nunca disse, porque pensei que sabias, porque sabias sempre tudo. E tudo para mim era um quase nada para ti. Tantas coisas que senti e não verbalizei. Não partilhei para proteger-te. Para que não sentisses a mesma dor. Mas tu sabias sempre o caminho da dor, sentias sempre o vento norte. Tantas coisas que guardei para mim. Nunca te disse adeus. Adeus Agosto. Vai em paz. Leva o meu olhar forte, o meu sorriso terno. Leva o que nunca te disse e este mês que guardarei na memória. Leva este adeus. Leva-me as palavras que no silêncio estaremos sempre juntos. Nunca te disse adeus porque viveremos no intervalo das palavras e dentro de todos os silêncios. Agora podes ir. Vai. Faz-se silêncio...


sexta-feira, agosto 30, 2013

Agosto diferente

Este Agosto foi diferente... A gosto não foi!

quinta-feira, agosto 01, 2013

Validação

http://youtu.be/NT_wF5d29-I

Uma das melhores prendas que recebi este ano :)

quarta-feira, julho 31, 2013

quinta-feira, julho 25, 2013

Rádio Sesimbra FM - Entrevista


24 de Julho de 2013 - Feira do Livro de Sesimbra - Entrevista de Miguel Silva

Sobre a Lua de Marfim Editora

sexta-feira, julho 19, 2013

Boa noite


Hoje não tenho palavras para dar. Tinha tantas palavras e com o vento acabei por fazer um abrigo sem janelas. Hoje não tenho frio. Tenho um abrigo. Hoje tenho as mãos cheias de nada. Nada, para mim, é mais que um mundo da palavra. Nada é um tempo que nunca termina. Nada é sempre o que ofereço em cada noite que aqui adormeço. Por vezes, tenho frio e o vento dança nos olhos da noite, outras vezes, tenho tantas palavras que fogem desse olhar que mora longe.

Hoje não tenho tristeza. A tristeza é uma prisão que castiga as horas. Hoje não tenho tempo para esbanjar castigos. Nem as palavras voam nos ventos da noite se não tiverem asas brancas. Hoje tenho asas brancas e todo o tempo do mundo. Sem a prisão, sem os castigos.

Hoje, em boa verdade, tenho mais que muitas palavras. Tenho um trevo de quatro folhas que olha por mim. Tenho beijos de açúcar e abraços de mel. Tenho luz. Hoje não tenho palavras para dar, mas tenho amor, o amor de querer viver dentro das palavras, sem ventos, sem frio e de mãos cheias de nadas... Hoje não! Não tenho palavras para dar. Perdão! Perdão, deixo cair devagarinho as duas palavras do costume. Apenas duas. Só duas. Hoje não! Não tenho mais, mais que um tímido boa noite.

domingo, julho 14, 2013

Entrevista em Alverca

http://www.youtube.com/watch?v=1DpZiWvFn2Y&feature=share


13 de Julho de 2013 no Núcleo Museológico de Alverca
antes da apresentação do livro de poesia "Desigual" de Ricardo Bragança Silveira
Entrevista feita por Adriano Brás Carvalho Pires

quinta-feira, julho 11, 2013

VOZES DA NOITE em novo horário


Partilhe connosco as suas descobertas, as preocupações, coisas positivas que descobriu e que podem ajudar outras pessoas.

Diga-nos, por favor, o que pensa do que vê pelo mundo.

Escolha o tema e fale do que sabe! Do que viu! Do que sentiu, porque este programa “Vozes da Noite” na sua rádio RQCVD é feito de emoções, experiências e de partilha.

http://www.radioqc.com/

quinta-feira, julho 04, 2013

Quero ser LIVRO


Quando for grande, muito grande, quero ser livro. Mas nunca serei um livro qualquer!
A capa será simples, muito simples, e só com uma ou duas cores. As letras serão mínimas. Tão mínimas como eu sou por dentro das minhas mãos.
E por dentro, deste meu livro, existirá o mundo. O meu mundo. Não um mundo qualquer, nem o mundo que todos conhecem. Haverá histórias de encantar e receitas para todos serem felizes. Terá muito amor para dar e muitos jogos de palavras. Um livro feito vida e nunca uma vida feita livro e será tão infinito como eu sou por dentro dos olhos que moram nos corpos em meu redor. E acabará na página 80. Nela estará escrita a palavra fim. Fim. Um fim depois da frase; “e já exausto, abandonou o dia. Todos os dias saudaram-no com uma vénia. Um sinal de respeito e admiração pelas palavras que fez vida. Seguiu o seu caminho num outro patamar, meio escuro e invisível, deixando um aceno de despedida e proferindo as suas últimas palavras – Boa noite. – E nunca mais foi visto...”
E isolada e bem centrada estará firme a palavra FIM.

segunda-feira, julho 01, 2013

"Alma em Fogo" de Paulo Nogueira



BOM DIA
 
Bom dia amor
obriguei-me a ver o rio
tentei vislumbrar se o mar chegava ali
quis crer que sim
que abraçava o que outrora abraçámos
os quatro cantos
os sete mares
Hoje
sem retorno
sós
voltámos ao ponto de Partida
com saudade
com mágoa
Venceram os imitadores
sem glória
perdida a esperança,
 
às vezes chove.
Sabes,
já te vi vencido
e venceste tu
já te vi triste
e o nosso calor era o teu
e esqueceste
a dor
d’alma
Subimos ao topo da montanha
dormimos sobre as rochas
edificámos uma torre
não para chegar ao céu
ou admirar os astros
que o tempo não tinha chegado
mas para guiar os nossos e os outros
Não nos agradeceram
não nos deram água a beber
perdida a esperança,
às vezes chove.
 
Já sabes porque sorris,
 
às vezes chove.



Vídeo de Luís Pereira
Poema e Voz de Paulo Nogueira

"https://www.facebook.com/video/embed?video_id=10201297388026841"

domingo, junho 30, 2013

"Ao Encontro da Poesia" na RCQ/VD em 2 de Julho de 2013

No programa de "Ao Encontro da Poesia" vai receber em estúdio o poeta RICARDO SILVEIRA. Pedro Nobre não irá marcar presença, mas irá estar em sua substituição o colega Paulo Afonso Ramos... Assim sendo, no próximo dia 02 de Julho fica marcado para as 21h00 o teu programa "Ao Encontro da Poesia" e aqui andamos de mão dada com o poeta….

sexta-feira, junho 21, 2013

VOZES DA NOITE na Rádio Quinta do Conde e Voz Desportiva

Olá Amigos

Mais logo conto com a vossa presença, online, para estarem comigo no programa VOZES DA NOITE entre às 19h e às 21h e podem ligar para o: 210 860 787
Quem escolhe o que quer falar é você! Quem liga?

Quem será o/a convidado/a de hoje?

Qual será o tema?


Grato por estarem desse lado!

Paulo Afonso Ramos

domingo, junho 16, 2013

Poema declamado por Luís Gaspar -

O livro do mês de Junho já tem um poema declamado pelo Mestre Luís Gaspar, veja aqui:
http://www.estudioraposa.com/index.php/13/06/2013/olivia-santos-aniversario-de-ausencia/

Nota biográfica >>

Olívia Santos - É Jurista, Licenciada em Solicitadoria.

Olívia Santos – “Aniversário de ausência”

13.06.2013
Sei que voltas, porque voltas sempre.
Paredes meias com a noite e o sonho
repetem-se os teus passos lentos
anula-se a distância, a linha etérea
que separa a minha loucura
da minha lucidez.
Mas hoje, especialmente hoje,
não te esqueças, de voltar…
Acenderei as velas, como dantes,
vai soltar-se o fumo e através dele
inventaremos personagens e mistérios.
Como dantes, como sempre.
Depois irás… como agora, neste sempre.
Cai uma chuva miudinha dos meus olhos
o relógio enleia-se no tempo,
partem-se os copos de cristal vazios
revolta-se a alma,
em estilhaços de dor e de saudade.

(Poema em “Nos teus olhos a janela do tempo”, edição Lua de Marfim)

domingo, junho 09, 2013

Boa noite, loucos (as)!

Se a noite fosse uma viagem eu estaria sempre a dar a volta ao mundo e faria dele o nosso mundo. Faria da solidão um mundo melhor e uma viagem mais atraente. Faria é o meu nome e sou um sonhador profissional. Trabalho na noite, sem rede, sem vencimento e sem tempo. E sempre que posso viajo. Mas todos os dias, como um compromisso natural, visito a noite e perco-me nela. Sou um louco de palavras perdidas que mora do outro lado da lua e passa os dias a ver o que ninguém vê, mas quando chega a noite, a loucura morde as palavras e adormeço na escuridão da timidez. Não façam caso, o melhor disto é adormecer. Todas as noites adormeço no berço do meu sonho e, assim, meio tonto meio lunático, embalo para acordar feliz. Boa noite, loucos (as) – loucos (as) também são os que me lêem... – Já disse, boa noite!

sábado, junho 01, 2013

Livro dos mês de Junho de 2013 - "Nos teus olhos a janela do tempo" de Olívia Santos



Sete Saias


O espelho dos meus olhos é o espelho dos teus olhos. Há uma paisagem brutal ali ao fundo, mar e longe, longe e mar, baías calmas e escarpas a cair para dentro delas. Os pescadores a namorar as sete saias, sete pecados mortais e os barcos parados feitos berços das gaivotas.

Depois chove e tudo se funde e se confunde com a névoa azulada.

Seja qual for a paisagem, o espelho dos teus olhos é o espelho dos meus olhos e por isso saberemos sempre, mão na mão, encontrar conchas e búzios noutras praias e amarrar as tempestades noutras enseadas, mesmo que eu seja a foz onde se deitam e se desfragmentam as estrelas cadentes.

in "Nos teus olhos a janela do tempo" de Olívia Santos

terça-feira, maio 28, 2013

Boa noite


Fecho os olhos. Chegou o momento do dia em que saio do meu corpo para escrever. Olhos. Dedos irrequietos. Mãos emprestadas fazem abrigo. É a voz do interior que ganha forma e avança. Tudo flui. Tudo é estranho e rápido. As letras caminham disciplinadas ao som do esgar do pensamento criando palavras alinhadas que fazem ruas com casas por habitar. Talvez este bairro já tenha sido cidade. Talvez uma escola ou um rio. Talvez vida. Olhos que desenham um arquitecto na bravura das sombras que caminham no rosto do tempo. Voz que aquece a alma com a lenha das vírgulas que não posso usar. Não posso usar. Tenho este calor e nada me falta. Tenho estes pontos que marcam cada passo ou cada paragem. Vou devagar. Abro os olhos e começo a ler descobrindo um novo mundo. Amanhã voltarei a entrar. Olhos fechados e uma vida feita viagem. Uma noite para adormecer nos teus braços que moram nesse olhar que não dás. Que não sabes. Tens olhos de fogo. Também tu tens nas vírgulas o mesmo caminho. Pára. Uma cidade não dá para dois. Um rio não corre. A escola fechou e a luz saiu. Os olhos são agora a nossa solidão. Adormece devagar. Devagar. De vagar a noite encheu-se de luz. A lua será sempre a nossa cúmplice. De vagar outro ciclo aconteceu. Cúmplice. Os olhos... Moram na luz da vontade. Vou indo. Boa noite.

segunda-feira, maio 27, 2013

Boa noite!


Aviso: Em tudo o que ler, neste texto, pense duas vezes. Pode parecer e não ser!

 

Vejo-me homem crescido a caminhar na solidão. Uma solidão mentira. Um caminho ilusão. Vejo-me num bosque verde. Cheio de árvores, arbustos e flores de cheiro intenso. E na terra batida, meio húmida meio verdade, sinto o caminho. Sinto a despedida da solidão num abraço dos tempos. Memórias que o mundo guardava enquanto esperava pela minha passagem. São mil imagens que cada cheiro traz. São mil momentos que cada vento semeia, e eu, egoísta, a chamar a solidão. A desrespeitar a natureza. A rima da beleza. A noção do passado e a vontade do tempo. As esperas. Vejo-me homem a crescer. A aprender. A tocar nos objectos para entender o seu corpo. E a solidão é uma ilha que vem dos meus pés ao meu olhar. Sei que sou os ramos da árvore que mora no caminho do espaço que vejo, que sinto e morro na mentira. Morro na ilusão e fujo para o bosque. Abraço flores e roubo-lhes os cheiros.

Esta é a minha terra. A minha essência. A minha paixão. O meu caminho. E compreendo que caminhar é viver aprendendo a morrer na esperança que consiga chegar. Chegar ao interior das coisas.

Esses olhos que lêem ficam perdidos no coração das palavras, sentem o palpitar e choram de emoção. Vivem no meu caminho. Sentem o mesmo cheiro. A mesma mentira e ilusão e julgam que não!

 

Boa noite!

domingo, maio 26, 2013

José Luís Peixoto

 
Com o escritor José Luís Peixoto

IV ENCONTRO DE ESCRITORES LUSÓFONOS em Centro Cultural da Malaposta - Olival Basto - Odivelas
Foto tirada e gentilmente cedida por: João Ramos

quarta-feira, maio 08, 2013

MEIA LUA em POESIA Cheia


COLEÇÃO MEIA LUA

Cadernos de Poesia

Coordenação: Gisela Ramos Rosa

Lua de Marfim – Editora Unip. Lda,

Telefone: 00351 219 594 817

luademarfimeditora@gmail.com
 

AGRIPINA COSTA MARQUES – MORADA RECÔNDITA

MARIA TERESA DIAS FURTADO – O ARCO DO TEMPO

AMADEU BAPTISTA – ATLAS DAS CIRCUNSTÂNCIAS

CASIMIRO DE BRITO – A BOCA NA FONTE

GRAÇA PIRES – CADERNO DE SIGNIFICADOS

ANTÓNIO RAMOS ROSA – NUMA FOLHA, LEVE E LIVRE


Cada LIVRO tem o P.V.P. de 5,00 €

Pode ser encomendado por Email: luademarfimeditora@gmail.com
Ou por mensagem privada no Facebook
 
Campanha de Descontos + Portes de Envio GRÁTIS para PORTUGAL Continental a partir de 10,00 €

PACK 6 – 25,50 €

[6 Livros X 5,00 = 30,00 € - Desconto de Campanha = 15% + OFERTA de Portes de Envio para PORTUGAL Continental]

OFEREÇA LIVROS!

sexta-feira, maio 03, 2013

Na RQCVD em Quinta do Conde

Há dias assim, uns que parecem maiores que os outros...
Hoje foi um daqueles de emoções fortes!

O programa n.º 4 de hoje, 3/5/2013, teve a gentil participação de: Ana - Cristina Caeiro - Olivia Santos - Maria Besuga - Joaquim Carmo e Paula Delgado . Gratos a todos os que acompanharam o programa, em especial, a estes amigos que ligaram e assim ajudaram a construir um lindo momento de emoções fortes! Abraço-vos a todos.

quinta-feira, maio 02, 2013

"Numa folha, leve e livre" de António Ramos Rosa

 
Título: Numa folha, leve e livre
Autor: António Ramos Rosa
Coleção: Meia Lua
Género: Cadernos de Poesia
Ano: Abril 2013
P.V.P.: 5,00 €
Sinopse:
Corpo e alma num novo corpo de texto assim é a palavra de Ramos Rosa.

O poeta escuta o seu próprio interior e a voz do seu ser é já “Folha Leve e Livre”, água da vida, dança, arco de possibilidades. Aqui a natureza ganha a voz do sol e da sombra, entre o visível e o invisível a palavra abre o tempo e o espaço: “Amar as palavras/é inventar o vento/através da noite/em pleno dia” ou ainda “Se escrevo/é para entrar no claro círculo do dia/e ser uma pedra que respira/um núcleo branco”. – Gisela Ramos Rosa