sexta-feira, outubro 05, 2007

Apresento-me…



Sou um conjunto de letras
com que escrevo a minha emoção
sou um sorriso constante
numa alegria que ofereço
sou o rapaz brincalhão
e o homem instante
sou forte
e fraco…
sou a lágrima que foge
na solidão
sou a verdade
a mentira
a liberdade
e a ira
sou o amigo
o actor
e a dor de não estar contigo.
Sou tudo
o que me resta
sou o teu abrigo
feito de escombros…

Encolhe os teus ombros
e aceita-me
entre ilusões e defeitos
que o amanhã
ninguém saberá…

Apresento-me,
sou o momento
o pirata
o conde
o palhaço
o mistério
o jogador
sou um dia
ou uma noite
sou a mente vadia…

Apresento-me… aqui e assim!

5 comentários:

Manuela Fonseca disse...

Olá Paulo,

Não é favor comentar-te. Um poema de apresentação ou não, a tua poesia é sempre para se ter à mão!

Parabéns pelo poema lindo e cheio e pela foto!

Beijinhos no coração*
Manuela

Vanda Paz disse...

Lindo poema, muito bem apresentado...

E esse livro onde escrevias é meu... obrigada pelas palavras que lá deixaste...

Beijo

Maria disse...

Ficaste completamente apresentado neste poema, Paulo.

Acho que conheço essa garrafita que está aí ao teu lado esquerdo...

Beijo

Vera disse...

Bela apresentação!
És um homem fantástico ;)

Beijo

Bruxinhachellot disse...

Muito prazer tenho eu ao conhecer-te e a sua poesia que inspira e encanta.

Beijos de Sol e de Lua.