sexta-feira, outubro 12, 2007

Trilhos

Sozinho…
Caminho pela estrada da busca
do conhecimento
na procura da razão
da razão do momento
de existir…
da pobreza…
da doença…
da fome…
da guerra…
que não consigo aceitar
não consigo compreender.
E os caminhos cruzam-se
baralham-me…
endoidecem-me…
escondem-me a força
o poder de mudar.
Sozinho…
Sou um nada
por aqui
ou por qualquer caminho!

5 comentários:

susana disse...

Gostei muito da sua poesia. Eu já participei em duas antologias de poesia e prosa em Portugal, através da editorial Minerva. Parabéns

Paula disse...

Só pelo facto de procurar a "Razão" é sinal que nunca irá enlouquecer, mas terá sempre um espírito lúcido, embora sofrido!
Abraço

Maria disse...

Sozinhos somos nada.
Mas juntos seremos alguns, que se juntarão a outros e a outros e no final da jornada seremos muitos....

Um beijo

Vanda Paz disse...

é a união que faz a força

beijo

Manuela Fonseca disse...

Belíssimo poema em busca da paz!

A união, neste caso, não faz a força...

Simplesmente, porque está ausente...

Em Homens de coração de pedra e alma vendida!

Estes poemas mexem muito comigo, meu amigo...

Beijo***
Manuela