sábado, setembro 08, 2007

Brinde









Um cálice…
Que abarca o licor
ergue-se num ápice
que entorna a dor…

Um gesto… que se liberta
que eleva a emoção
é o momento que desperta
e chama a sua razão.

Alteio o meu ego
em rota de reverência
é no cálice em que pego
que bebo a tua essência…

Num gesto eloquente
bebemos em alegria
um trago mais quente
num especial…dia!

Bebemos…a magia
com a nossa gente…

Brindamos á Poesia!

4 comentários:

Cida disse...

Desculpe-me pela demora em visitá-lo, como sempre encantanda e boquiaberta com a beleza do que escreves, parabéns!
A poesia traduz em palavras precisas aquilo que a Alma do poeta vê. Um brinde a vc e a sua sensibilidade.
Um domingo apaixonante.
Beijos

impulsos disse...

E viva a poesia, meu amigo!
Pois é através dela que nos permitimos viver também!

Beijinhos

Vera Carvalho disse...

Eu junto-me ao brinde à poesia que nos une e nos estende.

Vanda Paz disse...

Brindemos...

Beijo