quarta-feira, agosto 27, 2008

Noite & Dia


(Foto de: Gelu Vasile)

Quando me deito, no silêncio da minha humilde cama, escondo-me, no escuro da noite, duma sociedade erguida pelas pessoas que comigo conviveram na luta árdua de mais um dia passado.
É nesse momento que busco o meu interior, para avaliar cada momento que tive para tentar perceber as razões porque não dei tudo o que, de mim, tinha para dar.
Cresce uma tristeza profunda, combalida, com a consciência das minhas falhas. É nesse espaço circunscrito que me meço e me prometo um esforço maior para o dia seguinte. É na consciência do momento que cresceu uma flor do meu jardim com o nome de esperança.
Ao terminar o meu ritual, sinto-me embalado para mais uma noite de sono intenso, recuperando assim a força e o querer, acreditando que conseguirei melhorar.
Vivo nessa eterna esperança, de flor e de acreditar, que amanhã conseguirei superar-me. Sinto que é possível. E, em cada manhã, o meu acordar é a sorrir.
Sem segredo, admito, que o meu sorriso natural é o motor em marcha para a caminhada de mais um intenso dia.
Repito-me sempre! Repito os dias, os rituais, os desejos. Repito as conquistas e os imprevistos, convicto que poderei melhorar e estar bem comigo próprio, num primeiro passo para poder, num segundo passo, estar bem com os outros. Porque só depois de estar bem comigo próprio poderei estar bem com os outros.
Repito-me sempre, até pela esperança de um dia melhor… nunca deixei de acreditar.
Hoje já vejo as flores, já sinto o encanto de cada mulher e o brilho de cada pormenor de um escasso momento. Hoje já sou melhor… porque, ao acordar, já abro os olhos para os que me rodeiam, deixando de me concentrar apenas em mim!
Finalmente percebi que tinha que ser assim…

6 comentários:

Marta Vasil disse...

Que texto introspectivo!
Ás vezes temos que fazer parar o tempo para entrarmos dentro de nós.
Conteúdo emociono-relacional muito rico a atravessar a sua escrita. "Puxa" por aquilo que somos, muitas vezes, sem disso darmos conta.
Abraço
MV

Mário disse...

Essa busca interior é o que faz a vida ter sentido.

Pedra Filosofal disse...

Isto é o que eu faço todas as noites. Não consigo adormecer sem refletir no que fiz durante o dia e sem preparar o dia seguinte.

Parabéns

Vera disse...

Um texto que nos convida à reflexão.
Estamos nesta vida também para nos tornarmos pessoas melhores, a cada dia que passa. O truque é aprender com os erros de hoje para não os repetirmos amanhã. E sabermos ver quando erramos e sabermos pedir desculpa. E agradecer cada minuto precioso que a vida nos dá!

Beijo

Bruxinhachellot disse...

Paulo é assim que gostaria de acordar. Mas como sorrir quando as garras da dor parecem te arrancar a cabeça, como sorrir quando o oceano da vida está inundado de sangue inocente, como sorrir quando a esperança definha a cada dia? Tento a cada dia ser um pouco melhor do que o dia anterior, mas em alguns momentos apenas vivo.

Beijos de sonhos.

Sant'Ana disse...

Venho pela noite especial que é hoje para ti.

Deixar votos de muita escrita e mais a lume.

Deixar um beijo, um abraço