terça-feira, dezembro 16, 2008

REEDIÇÃO DE "ROMAGEM A CRETA" E DE "27 POEMAS" DE ANTÓNIO REBORDÃO NAVARRO



Caros amigos,

Pela segunda vez, (a primeira foi quando da edição de "dibaxu" de Juan Gelman) vos faço pessoalmente o convite para estarem presentes numa sessão de apresentação de um livro, neste caso dois. Trata-se da reedição, sob chancela da edium editores, de duas obras do emérito escritor António Rebordão Navarro: "Romagem a Creta" (primeiro romance do autor, publicado em 1964) e do poemário "27 Poemas" (publicado em 1988).

A vossa presença, para além do merecido tributo que prestam ao valioso percurso literário de António Rebordão Navarro, é também muito importante para a edium editores.

O evento decorrerá no Palacete Viscondes de Balsemão (Praça Carlos Alberto, Porto) na próxima quarta-feira, pelas 21.00 horas.

Se puderem, não faltem.

Obrigado,

Jorge Castelo Branco



Sobre o autor e sua obra: António Augusto Rebordão e Cunha Navarro nasceu no Porto em 1 de Agosto de 1933. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, foi Delegado do Ministério Público em Vimioso e Amarante, Director da Biblioteca Pública Municipal do Porto e Director Editorial, tendo exercido a advocacia. Secretariou e dirigiu a Revista Literária Bandarra, fundada por seu pai, o escritor Augusto Navarro. Foi co-director e também co-autor de Notícias do Bloqueio e director-adjunto da revista literária Sol XXI. Colaborou em diversas publicações e encontra-se representado em várias antologias. Fez parte da direcção e foi Presidente da Assembleia-geral da Associação de Jornalistas e Homens das Letras do Porto e é Vogal do Conselho Fiscal da Sociedade Portuguesa de Autores. Alguns dos seus poemas estão traduzidos para castelhano, francês, checo, neerlandês e sueco. Em 2002 foi-lhe atribuído o "Prémio Seiva" (Literatura). António Rebordão Navarro tem as seguintes obras publicadas: Romagem a Creta (1964) finalista do Concurso Literário Internacional Ateneo Arenyense, Barcelona, Um Infinito Silêncio, Europa-América (Prémio Alves Redol, 1970), O Discurso da Desordem (1995), O Parque dos Lagartos, Bertrand (1981), Mesopotâmia, Difel, 1985, (Prémio Internacional Miguel Torga 1984), A Praça de Liège , Bertrand, (Prémio Círculo de Leitores, 1988), As Portas do Cerco (1992) romance traduzido para francês e neerlandês, Parábola do Passeio Alegre (1995), O sulco das sombras, o qual recebeu posteriormente o título Romance com o teu nome, Campo das Letras, 2005, e foi distinguido com o Prémio Literário Florbela Espanca, 2003, Amêndoas, doces, venenos, Campo das Letras, 1998, (editado em Itália com o título Mandorle, Dolci e Veleni pela editora NonSoloParole, Todos os tons da penumbra, Campo das Letras, 2000. Contos: Dante Exilado em Ravena (1989). Crónicas: Estados Gerais (1991), Lello Editores. Teatro: O Ser Sepulto (1972) e Sonho, Paixão, Mistério do Infante D. Henrique, Publicações D.Quixote. Ensaios: Domingos Pinho e o Sistema das Representações Simultâneas e Juro que sou Suspeito - O Processo de Adultério em Camilo em 15 Alíneas. Poesia: As Três Meninas e Outros Poemas (Porto,1952, Edições Augusto Navarro); Outro Caminho do Mar (Porto, 1953, Colecção Bandarra, n.º 2); O Mundo Completo (Porto, 1955, Colecção Bandarra, n.º 6), Os Animais Humildes (Porto, 1956, Edição do Autor); Poema para Anne Frank (Coimbra, 1958, Separata da Revista Vértice); O Dia Dentro da Noite (Porto, 1960), Notícias do Bloqueio, Aqui e Agora (Lisboa, 1962 - Ed. Sagitário); O Inverno (Porto, 1978 - Ed. O Oiro do Dia); 27 Poemas (Porto, 1988, Editora Justiça e Paz); A Condição Reflexa (Poemas, 1952-1982) (Lisboa, 1990, Imprensa Nacional Casa da Moeda), Longínquas Romãs e Alguns Animais Humildes - Antologia Poética, Edições Asa, 2005).

http://ediumeditores.wordpress.com/proximos-lancamentos/

1 comentário:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Querido Paulo, gostaria de estar presente, mas moro em Lisboa... Ficará para a proxima, desejo ao autor muito sucesso... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha