sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Parabéns Cláudia


(Foto de Tamara Loncar-Agoli)

Hoje escrevo para ti! Para dar a palavra que mereces e que não mandei, que não a disse.
Hoje é o teu dia, em que esperas as tuas prendinhas que desejaste nos últimos meses em projectos de silêncio ou em que fugiu em algum murmúrio tímido, e que já esta semana sonhaste algumas vezes com essas prendas.
É hoje que buscas o mundo só para ti, envolvida nessas amenas primaveras.
Hoje! Tanta emoção aconteceu e o tempo correu tão depressa que quase não tiveste tempo para pensar nos que se esqueceram de ti!
Sabes, apesar de estares longe, em Évora, não me esqueci de ti, sabes que, apesar de não poder concretizar o teu simples pedido de hoje estar perto de ti, eu viajei no espaço aberto e apenas, por um segundo, estive contigo… Foi tão rápido que nem te apercebeste!
E quando a noite for para sonhar, antes de entrares nesse mundo fantástico vais pensar… Ele não veio…
Mas eu sei que não vais ficar triste porque embora tenhas dificuldades em entender, consegues aceitar e saberás que estás junto das pessoas que mais amas.
O mundo é mesmo assim… meio chato!
Muitas primaveras passarão e talvez um dia aceites a chatice deste mundo acelerado e distante. Por ora não importa. Nada importa, apenas o teu desejo de seres feliz.
Parabéns amiguinha pelos teus oito aninhos…

O teu gordo!
Beijinhos

4 comentários:

Vera disse...

O Mundo é realmente chato, mas só às vezes! Outras vezes é mágico e conseguimos estar com quem gostamos por breves instantes, viajando através do espaço e do pensamento!

Parabéns à menina linda!

Um beijo texto!

Beijo

Anónimo disse...

Mil obrigados.....
Estives no meu pensamento
Uma fatia do bolo ficou guardada para ti no meu coração

mil beijos

Cláudia

Pedra Filosofal disse...

Uma forma única de se dar e de receber os parabéns quando estamos longe.

parabéns Claudia. parabéns Paulo pela forma fabulosa como escreveste

T u r t l e M o o n disse...

já tinha lido mas na altura, não te pude comentar mas fica agora o meu apreço por esta tua dedicatória e devo dizer q adorei o final ("o teu gordo"), tão sincero,espontâneo e bem-disposto!bjs e sorte a da Cláudia por ter tido este presente.(",)