terça-feira, fevereiro 05, 2008

Viagem


(Foto de Mariana Cano - Blue)

Anjo. É por ti que procuro porque é a ti que quero encontrar… porque me fazes falta, preciso encontrar-te para te trazer para a minha vida, para poder soltar olhares de alegria misturados nos meus sorrisos de felicidade.
Já percorri o céu na boleia que as nuvens me deram, perdi-me nesse azul imenso coberto de sedução e de maravilha. Andei esquecido no branco algodão genuíno desse transporte numa busca crédula e não consegui encontrar-te…
Já andei pela selva inóspita tatuada de crenças e de mágicas aspirações no risco sublime de me perder e não voltar a encontrar-me para conseguir descobrir-te… sem sucesso. E nunca desisti… de ti!
Cruzei sete mares como um pirata que busca um tesouro e nas tempestuosas ondas desejei ser um pássaro para voltar ao céu… não para desistir de ti, mas para poder olhar outra vez o universo e para poder despertar os meus sentimentos de eterno desejado para que pudesses ouvir-me, ver-me ou apenas sentires…
Eu sei… que quando tu chegares me farás sorrir e eu apenas te direi amo-te… eu sei!
Eu sei… que só tu me farás crescer e que por ti viajarei aos limites do meu esforço desmesurado para conseguir fazer-te sorrir… eu sei!
E embora o tempo me fuja por esse caminho de terra batida, por muito que o vento sopre contra o meu corpo afastando-me do meu destino, ninguém conseguirá afastar o meu desejo fomentado estendido no meu consciente e aberto na criatividade do meu sonho…porque para mim já existes!
E numa repetida noite de frio ando sozinho a procura do meu agasalho. Sem medos da escuridão e sem limites para andar até que me perco nas ruas da ilusão onde me confundo e acredito na esperança até que o dia volte a nascer… para que a luz desse dia ilumine o meu caminho de regresso a casa para acordar desse sonho repetido.
E o tempo não pára. Das viagens que fiz por esse mundo de realidade e da fantasia soube sempre voltar ao meu lugar de pessoa emocionada e efémera…
Até que um dia o meu horizonte espelhava uma viagem cénica em que era acompanhado por ilustres amigos desse reino de pedra e guerra. A última viagem…
As lágrimas chamaram por mim e a esperança acenou-me de longe… os pássaros cantaram num uníssono um som de despedida e um sorriso de criança passou por mim num repentino movimento…
E o meu pensamento ditou as últimas palavras, sábias, do tormento das minhas viagens!
Sempre soube que a vida era uma viagem. Sempre soube que nunca encontraria o meu anjo desejado, mas o grande segredo era que teria que acreditar e fazer a viagem, espalhando alegria e escondendo o medo… oferecendo a magia da verdadeira amizade.
A verdadeira viagem foi a vida… pelos anjos que encontrei!
A minha última lágrima caída… foi de alegria e de consciência como foram os caminhos por onde andei… sem nunca desistir…de ti!

7 comentários:

Pedra Filosofal disse...

Eu sei que encontrei, ao longo da minha vida vários anjos... um dia partirei com a certeza disso. E as lágrimas que deitar serão de saudades por os deixar.

Um beijo... anjo!

Stone

Vanda Paz disse...

Sabes Paulo

Sinto-te crescer como escritor, como poeta, como Homem...

e mais não digo...sabes, que não vale a pena dizer...

Beijos da Tua sempre amiga

Vanda

Vera disse...

A Vida é mesmo uma viagem, e durante essa viagem encontramos anjos e procuramos o tal anjo especial, a quem muitos chamam alma gémea.
Muito haveria para dizer, mas fica aqui o registo que li e adorei mais este texto. Tens o dom das palavras, além de tantos outros! Um outro, talvez mais escondido para alguns, é que também tu és um anjo!
Boa viagem!

Beijo enorme

Rosa Maria Anselmo disse...

Ola Paulinho
Esta "viagem", tem um sabor especial para mim.... ehhh
Tens razão, a vida é mesmo uma viagem.. vamos ter com alguém, à procura de alguém, ou com alguém.
sabes?.. queria mesmo saber escrever prosa como tu!...
jinhos e obrigada...
Rosamaria

impulsos disse...

Uma viagem fantástica a esse mundo, até então desconhecido... apenas imaginado, onde habitam anjos e demónios, com quem nos vamos cruzando ao longo dessa estrada a que chamamos vida!
Tu, és apenas mais um anjo que encontrei ao acaso. Mas um anjo especial, que sente e escreve maravilhosamente bem!

Beijo

Pedra Filosofal disse...

Anjo.. voltei.. para te dizer que gosto de ti (acho que ainda não tinha dito hoje) e para te dar um miminho que te espera no meu canto

beijo

Stone

Anónimo disse...

está... m a r a v i l h o s o!!!bjs