sábado, março 01, 2008

Intuição


(Foto de: Saul Santos Diaz)


Como um sopro de vento senti na minha cara esse momento por acontecer, ou já acontecido, e no calor desse gesto de ninguém as palavras acordaram na minha mente…
E as frases descreveram-me a tua imagem e a minha imaginação moldou o teu corpo… Corpo fugaz de uma pessoa sem destino e que percorria um caminho de pedras e poeiras de outros passados em busca da sua identidade.
Criei no momento imaginado o meu desejo e vesti esse corpo de princesa, troquei o caminho por outro feito de terra batida por entre uma floresta densa e em que se via um lindo castelo lá bem ao fundo… Vês também?
Ouvi o chilrear dos pássaros felizes e deixei-me ficar a ver-te em direcção ao castelo.
Consegues… consegues ouvir os pássaros?
E, de repente, senti este cenário fugir-me da mente e o espaço cercado de uma nobre presença. Como se alguém estivesse dentro de mim a ler-me ou como se alguém estivesse a ler as frases que derramei no caminho da minha imaginação…
Algo me diz… se tu lês e sentes estas palavras… se vês o castelo e ouves os pássaros… Então menina mulher és tu a princesa! Será só na minha imaginação? Será só mera intuição?
Se o segredo morrer… só tu poderás dizer a verdade!
Mas, aconteça o que acontecer, as histórias nascerão sempre em busca desse momento.

5 comentários:

Pedra Filosofal disse...

diz-me a minha intuição que este é mais um daqueles que eu tenho dificuldade em comentar. Viajei pelas palavras. E no fim apenas me apetece dizer que gosto de ti e do que escreves

Anónimo disse...

obrigada por me teres então chamado...princesa!adorei...bjs,turtlemoon

Encontro de Olhares disse...

Vi o castelo e ouvi os pássaros...dentro da tua imaginação. Pude assistir a todo este caminho de terra batida, com um sorriso no olhar.
Belíssimo!

Beijinhos*
Nela

Vera disse...

Se fechar os olhos vejo o castelo, ouço os pássaros e sinto cada palavra!
Excelente Paulo!
Tens o dom incrível de nos levar exactamente onde queres!

Um beijo imenso

Phoenix disse...

Um mundo de sonhos, de imaginação e sentimentos escrito pela pena de um encantador contador de histórias e tecedor de sonhos...