sábado, julho 19, 2008

Vermelho

Com o meu sangue
escrevo,
das minhas veias
soltam-se melodias
que cobrem o meu rosto
corado...
A angústia
o medo
a alegria
existe.
Escondida nas cores
sentimentos aveludados
esquecidos e lembrados.


in "Vinte E Cinco Minutos De Fantasia"
Colecção Cores

4 comentários:

Pedra Filosofal disse...

Gostei das fotos novos. E do poema também!!!

Vera disse...

Aplausos ao poeta! Boas novidades depois das férias :)
Gostei!!!

Beijo

Vanda Paz disse...

Lembro-me deste poema, lendo-o agora não diria que é teu...

estás giro nas fotos, as férias fazem sempre tão bem...

beijo vermelho

Rita Carrapato e Fatima Sarnadas disse...

A angústia, o medo e a alegria existe e devem correr nas veias de cada um. Ajudam o vermelho do sangue a circular.

Rita