sexta-feira, junho 13, 2008

Poema Imperfeito


(Foto de: Cezary Galaj)


Num fogo rendilhado
entre as brumas e ventos
deixei perdidos os meus momentos
ficaram caídos, esquecidos nos meus dias.
Perdi-me nas aguarelas
entre pincéis e telas
dos poeirentos quadros
entre apertos e alegrias
em que me deixei seduzir
entre estéreis estrias.

Ainda assim, refeito, volto
renovado e sem amarras
para recomeçar o meu caminho.
Nem que lute sozinho
com as minhas garras
sem que tu, imperfeição, que me agarras
possas travar-me, impedir.
Trago-vos um recado
que é este poema sem pecado, inacabado
é dentro dele que vou sempre existir.




____________________________________________________
Nota:

Hoje cumpro a minha promessa, fecho assim um ciclo de 5 Dias 5 Poemas. Obrigado Amiga Vanda Paz.
Aproveito esta mensagem para agradecer a todos os que por aqui passam. Obrigado pelo vosso contributo.
____________________________________________________

8 comentários:

Pedra Filosofal disse...

e a minha? ehehehhe

será sempre dentro dum poema que viverás. Dum poema ou duma prosa. Porque fazem parte de ti, e tu deles

beijos

Vera disse...

Cinco dias perfeitos!

Belo desafio :)

Beijinhos

Anónimo disse...

Não é o perfeito, mas sim o imperfeito, que precisa de Amor!

És uma Luz para os que te lêem...
Um grande OBRIGADO e sempre serás mto especial.

impulsos disse...

E fechas com chave de ouro um ciclo de poemas perfeitos!
É realmente um prazer ler cada um dos teus poemas.
Obrigado!

Beijo

Xavier Zarco disse...

Camarada Paulo Afonso,
Cinco dias, cinco poemas?, não! Cinco dias, cinco poemas, uma pausa, porque ninguém é de ferro, e mais um dia e mais um poema e, depois, logo se vê.
Um abraço

Xavier Zarco

Melinda disse...

Boa noite,

Nao conhecia este cantinho... só sei que voltarei mais vezes..

Simplesmente fascinante.

Parabéns

Rita Carrapato e Fatima Sarnadas disse...

"Ainda assim, refeito, volto
renovado e sem amarras
para recomeçar o meu caminho."

Pois é, e que o recomece, em que sentido for, com a força que já nos mostrou.

E quando poderemos ver algo mais direccionado para crianças? Já pensou nisso?

Obrigado pelo incentivo que continua a pôr no nosso blog. Aproveitei a sua "brincadeira com as palavras" e saíu o que já lá publiquei. Alguns dos meus alunos atreveram-se a brincar com as palavras de uma forma muito séria.
Como vê, a sua visita à nossa escola está dando frutos viçosos.
Mais uma vez obrigada.

Rita carrapato

mundo azul disse...

Gostei desse poema!!!
Gostei também da imagem...
Beijos de luz e um final de semana maravilhoso!