quarta-feira, janeiro 28, 2009

Excertos de Uma Despedida V

(personagens: Diogo & Esmeralda)

Diogo:

“Este é dos passos mais difíceis que dei, e, por isso, optei por fazê-lo deste modo. Não sabes o que me custa. Peço-te, se pedir é aceitável, que não faças mais perguntas nem penses que és culpada de coisa alguma. Quero apenas que aceites e sigas o teu caminho que seguirei o meu, que o futuro fará o que tiver que ser. Que mais te posso dizer, além de que lamento todo este processo. Desculpa.”

1 comentário:

Marta Vasil disse...

O que o Paulo nos está a oferecer nada mais é que muitas realidades de casais: uma distância física e uma enorme falta de comunicação, de bandeja para um divórcio, que não é o desejo de ambos( ao que parece).
Pergunto: será que a distância que os separava por motivos de trabalho,foi a causa da situação?
Será fácil o amor deixar-se apagar entre pessoas que se encontram distantes no espaço e no tempo?

Um abraço

MV