sexta-feira, janeiro 30, 2009

Excertos de Uma Despedida VII

(personagens: Diogo & Esmeralda)

Diogo:

“Não posso adiantar-te mais nada. Sobra-nos um silêncio que ambos teremos que saber gerir. Por favor, não respondas, um dia entenderás o meu pedido. Até sempre!”

2 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Tem as estrelas da manhã
alinhadas em circulo
como um farol de aviso
aos navegantes
incautos e perdidos
que me habitam ...
Se eu pudesse
mascarava-me de lua nova
(que se esconde nas tramas
nebulosas
do meu sentir)
e escarnecia das sombras
fantásticas
que me desafiam
com versos...
(Maria Flor)

Só passei para te desejar um final de semana lindo com muito amor...
Abraços

Vera disse...

Li as cartas todas... Eu também não entendo o Diogo. Nem a passividade da Esmeralda... Mas eu sou meia doida mesmo :)
Estão bem escritas, e por isso deixam esta pontinha de revolta e a vontade de dar um abanão aos dois. Principalmente ao Diogo!

Beijo grande