quinta-feira, janeiro 29, 2009

Excertos de Uma Despedida VI

(personagens: Diogo & Esmeralda)

Esmeralda:

“Há demasiada estranheza. Há imensa surpresa. Nem estou em mim ao ler as tuas palavras. Precisas de ajuda. Deve ter acontecido algo de grave e o teu silêncio camuflou esse novo dado. Diz-me o que se passa para além destas palavras, deixa-me ajudar-te…”

1 comentário:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O orvalho cobre
as flores da manhã,
gotículas frescas
e o alvorecer
da rosa de porcelana,
quando o júbilo
se inventa
numa única palavra dita
e o aroma nos liberta.
(Paula Raposo)

Tenha uma sexta feira linda com muito amor...
Abraços