terça-feira, janeiro 01, 2008

Amor

Terna é a flor
que serena floresce
sorri e a dor
desconhece.
É Amor
e não parece
é uma chama
no meu jardim
é a imagem de quem ama
a crescer sem fim.


Terna é a flor de Amor… silenciada
vive sem ser anunciada!

7 comentários:

Maria disse...

Tensa razão, Paulo, o amor apenas acontece...

Beijo

Cadinho RoCo disse...

A flor do amor é mesmo caso sério.
Cadinho RoCo

Menina_marota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Menina_marota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Menina_marota disse...

Gosto de começar o Ano a falar de... Amor.

Por isso, escolhi um texto de que gostei muito, de que o Paulo é o autor. Espero que não se importe. Algum inconveniente, será de imediato retirado.

FELIZ ANO NOVO

:-))

Rosa Maria Anselmo disse...

Olá Paulinho
Um dos mais belos poemas que li! Pequeno, profundo, é amor em poesia!
jinhos
Rosamaria

T u r t l e M o o n disse...

soberbo!!!simples, breve e tão profundo...bjs