sexta-feira, janeiro 04, 2008

Beijo Absoluto…

Campos verdes. Desenhados por uma arte imaculada, que por ser tão dedicada surte o efeito, eleito, quando olhada de ângulo genuíno…
Mensagem ligeira. Sem que se saiba o seu destinatário, abunda por entre os silvestres moribundos do sentido enigmático ali exposto sem qualquer resguardo as intempéries da vida.
Conexão tão próxima e tão distante. Tão nomeada e desconhecida…
Prospera a aura da felicidade, num campo que de invisível é ilimitado e que tem um aroma de chocolate, derretido, quente e frio, que nos atrai inconscientemente.
Cidade do nunca. Momento de ninguém. Flor que já nasceu nesse canteiro do mundo, onde o vento levanta o pólen nessa mega missão do além.
Que deserto! Onde ver alguém é um manifesto e prosaico acto de ilusão, nasce do chão que outrora foi pisado, a alegria de alguém… nasce para que possa simplesmente morrer!
Campos castanhos. Cansados de esperar… enfados dos nadas constantes, emergem no grito, tumultuário, de quem deixa a esperança cair dos braços enfraquecidos…
Se tivesses, acreditado… se deixasses o teu limo moldar a tua vontade, fortalecendo-a, com a vontade dos vencedores, dos bárbaros lutadores…se…

Nunca vieste!

Bastava acreditares que estaria aqui…
Bastava vires… ao meu encontro e sem medo de agir, esperava-te…um beijo absoluto!

Quem impede o beijo do chocolate derretido, quente e frio, nessa flor sonhadora?

Seria o nosso beijo absoluto… o início do nosso mundo em que sempre acreditaste, seria o povoar das terras pisadas pelo amor, a inocência das infâncias abundantes e um novo paraíso, estendido por essa planície brava!

Tudo seria diferente, com esse nosso beijo absoluto que ficou por acontecer…

Ficou perdido. De luto. O beijo absoluto!

3 comentários:

Memórias de um Feto disse...

Paulo, meu querido Paulo, com este texto poético não deixaste dúvidas a ninguém de como é "absoluta" a tua imaginação, o teu talento, a tua verdade poética que se confunde com o real de tão perfeita que é aqui, neste teu "Beijo absoluto".

Sinceros aplausos!

Beijinhos***
Manuela

T u r t l e M o o n disse...

lindíssimo!!!quem me dera ter escrito...rs bjs luz e paz

Flor de Lótus disse...

Absolutamente bem escrito!...
Mas isso não é novidade para ninguém.
O teu talento em colocares em palavras o que te vai na alma e na imaginação é inegável!

Foi a minha primeira visita ao teu cantinho, não sei porquê, só hoje! Não será no entanto, a última!

Continua a encantar-nos.
Beijinhos.

Ana Paula