quarta-feira, janeiro 09, 2008

Só Mais Esta Noite!

Sinto-te envolta na névoa dos sentidos. Sinto as cordas que amarram o teu desejo e que ferem o teu corpo emergente dessa tortura inacabada.
Vejo os teus sonhos, de esperança e de liberdade, a fugirem da tua cama no silêncio da noite escondida e fria. Vejo o teu corpo, ardente, que repousa, desgastado, das batalhas evocadas contra ao vento… um vento que sopra de todas direcções!
Sinto o teu acordar… vejo esse sorriso por acontecer. Uma palavra pensada que nunca vais dizer e no espaço de um passo, deixas cair um bom dia…
Revigorada! Avanças para esse novo dia.
Nunca saberás que a noite foi tumultuosa, nem sentirás o esforço empregue nessa missão enjeitada de laços de desejo… é segredo.
Só as paredes sabem, pintadas de um neutro sabor e nunca dirão as viagens que aconteceram… nunca, por outras cores que as pintes serão sempre mudas.
E o cansaço trai-te, empurra-te para mais uma noite longa. As paredes abrem-me um espaço para entrar em segredo. Fico só mais esta noite!

3 comentários:

Vera disse...

Um belíssimo texto, como não poderia deixar de ser, que leva o leitor ao mundo que crias de forma única!

"Nunca saberás que a noite foi tumultuosa, nem sentirás o esforço empregue nessa missão enjeitada de laços de desejo… é segredo. "

Beijinhos

T u r t l e M o o n disse...

Paulo, escreveste para mim?!...Está lindo, sensível e identifico-me.(",)Elegi o teu blog como vip, vai à minha pág e aceita o desafio que o João Filipe Ferreira me propôs.Dá news e bjsck

turtlemoon disse...

gosto d+deste texto...tens de me explicar como o escreveste...bjs