quinta-feira, abril 17, 2008

Ao Meu Anjo


(Foto de: Renata ?aska)


Hoje chego cansado. De tanto lutar com as palavras ditas. Ditas ao meu rebanho que nos montes andou impávido e sereno sem que o som das minhas palavras fizesse o mais pequeno ardor aos seus ouvidos.
Cansa-me. Esta mania na forma de desprezo cansa-me. Empurra-me para uma solidão que não quero. Só tu, minha santa amada, saberás compreender. Mesmo que a distância nos mantenha separados a compreensão estará sempre em nós.
É para ti que deixo o melhor do dia, uns beijos campestres!
Tu hoje mereceste! Em boa verdade mereces sempre…

in “Diário de um Pastor”

3 comentários:

Encontro de Olhares disse...

Um desabafo feito à tua medida na solidão que te apeteça. Que o teu anjo te abençoe sempre.

Beijinhos*
Manuela

Vera disse...

Profundo... e belo!

Beijo grande

Anjo :)

Pedra Filosofal disse...

E não temos todos um(a) anjo(a) que nos acompanha? na forma de uma pessoa amada ou de um amigo?

Obrigado meu anjo. Também tu mereces um beijo