domingo, abril 13, 2008

Diário de um Pastor


(foto de: Leonid Padrul)

_________________________________________________________

No meu pensamento florescem bonitas rimas em versos destemidos para brindar.
Ergo-te nas mentes e nos alpendres em que passo para desejar noites de fantasia e emoção. E entre palavras, ditas e desditas, semeio o meu trigo e passeio o gado que me governa.
Amanhã passarei outra vez para colher o que antes semeara e assim viverei até que as forças me deixem…
Não sei se algum dia as minhas palavras chegarão a algum lugar, ainda assim, brindo-te com a minha intenção.
Deixo cair um desejo embrulhado num apertado abraço!

in “Diário de um Pastor”

_________________________________________________________

6 comentários:

Bruxinhachellot disse...

Vim desejar-lhe uma ótima semana.

Beijos de vida.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Paulo, lindi texto-poema... Gostei!!!
Uma boa semana...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Pedra Filosofal disse...

Diria que és um verdadeiro pastor de palavras. Lindo texto

Djinn disse...

As tuas palavras meu amigo chegam ao lugar mais importante do mundo vão directas ao coração de quem te lê e te aprecia enquanto criador de sonhos e amigo...

Anónimo disse...

No meu pensamento, remeto-me à pouca ou nenhuma importância das minhas palavras...no meu pensamento sou vagabundo e indisciplinado, nada tenho e nada escrevo, mas sou livre!!! De me perder nas tuas palavra e; Como vagabundo que sou, me alimento das sementes num abraço de terra fértil que um dia um pastor ali deixou. Indiferente às minhas próprias formas e estilos, descanso! Descanso ao saber que com elas ou sem, vais continuar a semear, a semear, a semear...
Já te disse algum dia que gosto muito de te ler?

Ricardo Silva

Vera disse...

As tua palavras chegam directamente ao coração e à alma de quem te lê, e tanto se aprende com ela, tanto se sente...
Tens um dom único Paulo!

Um abraço bem apertado e um beijo