segunda-feira, abril 14, 2008

Dia Seguinte


(Foto de: Elena Tanasescu)


Voltei para ler as palavras que ontem escrevi. Vejo que crescem em mim…
Hoje sinto a alma dessas letras expostas, como ontem senti quando as escrevi. Não sei, se ao lerem conseguem sentir essas formas entreabertas que se misturam na página preenchida. Volto sempre para que me alimente das letras deixadas no chão da minha folha da vida.
E na essência da mulher que procuro, que quero desfrutar, deixo-lhe um gesto da minha presença.

Com flores deixo o meu beijo presente!

in “Diário de um Pastor”

3 comentários:

Pedra Filosofal disse...

Em cada dia que passa, volto aqui para ler o que já escreveste. E pesa-me a alma quando não o consigo fazer, porque as tuas palavras são como que um alimento que me sacia.

Com amizade, deixo um beijo

Vanda Paz disse...

passei, mas fui ficando a ler e a reler... deixo-te um abraço

Vera disse...

Ao ler-te sinto as tuas palavras... Consegues passar a quem te lê sentimento, alimento... Um verdadeiro escritor!

Beijo